A importância da medicina veterinária integrativa

Compartilhe

A importância da medicina veterinária integrativa 06 de julho de 2020

Por Dra. Camilla Mathias L Reis

A medicina veterinária integrativa é uma abordagem do paciente por uma equipe multidisciplinar de forma a tratá-lo como um todo, e não olhando somente para um sintoma isolado, trata-se a parte física, emocional e até social do indivíduo de forma a proporcionar a melhoria na qualidade de vida e bem-estar.

Dessa forma, saímos do imediatismo para entender todo o contexto de vida do paciente e seu tutor, onde durante a consulta e anamnese, a conversa direciona o especialista para um melhor tratamento de acordo com o caso.

Atua complementando as áreas da medicina veterinária tradicional, porém o termo que antes era “complementar” passou a ser “integrativo” pois muitas vezes é o ponto chave no tratamento de uma doença.

É composta por áreas como acupuntura, fisioterapia, homeopatia, nutrição, entre outras.

Algumas vezes não se busca a cura da doença e sim proporcionar conforto para casos considerados terminais. Quando a medicina fala que não há mais o que possa ser feito, a medicina veterinária integrativa e os cuidados paliativos devem sempre entrar em ação.

Pacientes idosos, com câncer, com doenças articulares e que não se locomovem normalmente, com paralisias: todos podem se beneficiar da adaptação de técnicas específicas para cada caso.

E aí, você conhece algum animalzinho que já precisou de alguma dessas especialidades?

 

 

 

Gostou do conteúdo?
Compartilhe

Leia também

BARRA DA TIJUCA

(21) 2491-2351

Saiba maissaiba mais da unidade BARRA DA TIJUCA