Linfonodos, gânglios linfáticos, ínguas – Bolinha embaixo da pele

Compartilhe

Linfonodos, gânglios linfáticos, ínguas - Bolinha embaixo da pele 23 de setembro de 2019

Amora é uma filhote sem raça definida, tem 7 meses de idade.
Chegou na clínica mancando e prostrada e em poucos dias iniciou um quadro de febre alta a cada 6 horas, prostração e tremores involuntários intensos.
Seus exames de sangue mostravam apenas uma alteração inflamatória bem grande.
Nos exames de imagem encontramos seus linfonodos ( gânglios ) abdominais bem aumentados.
Os linfonodos aumentam por infecção ou inflamação.
Por se tratar de um filhote, descartamos através de exames específicos, as principais doenças infecciosas ( como doenças transmitidas por carrapatos e mosquitos ).
Com as doenças infecciosas descartadas, seguimos para descartar doenças neoplásicas ( que não são comuns em filhotes ).
Com o auxílio da ultrassonografia, coletamos material de um dos linfonodos abdominais para enviar pra citologia ( avaliando as células no microscópio ).

Com o resultado da citologia associado a todos os exames que fizemos anteriormente, fechamos o diagnóstico incomum de LINFADENITE NEUTROFILICA ESTÉRIL.

Uma alteração imunológica, incomum, porém quando ocorre normalmente afeta filhotes com até um ano e meio de idade.
O desafio do diagnóstico foi grande pois por se tratar de um filhote e de uma alteração rara tivemos que juntar vários exames que descartam e confirmam todas as alterações que Amora apresentava.
Após uma semana de exames iniciamos o tratamento com corticoterapia.
Em 12 horas Amora já não apresentava mais febre, tremores e voltou a ser a filhote linda e alegre que sempre foi.

67e8104a f6d0 4820 9eaa c0d0b8aa1976 - Linfonodos, gânglios linfáticos, ínguas - Bolinha embaixo da pele

Gostou do conteúdo?
Compartilhe

Leia também

BARRA DA TIJUCA

(21) 2491-2351

Saiba maissaiba mais da unidade BARRA DA TIJUCA