Microchip

A Animália é pioneira no Estado do Rio de Janeiro no oferecimento deste procedimento, exclusivamente realizado por um médico veterinário, utilizando microchip de tamanho aproximado ao de um grão de arroz, com código inalterável, gravado a laser, biocompatível (não causa reação no organismo) e “antimigratório” (permanece no local de sua colocação).

Seguindo rigorosamente as normas internacionais, a colocação do microchip (leitura ISO 11784/11785 ) é feita no dorso, entre as escápulas (“ombros”), onde ele permanecerá por toda a vida do animal.

A popularmente chamada “microchipagem” é, sobretudo, um ato de responsabilidade ao possibilitar o reencontro de animais desaparecidos. Há, porém, outras importantes indicações para sua realização. Entre as principais estão a autorização para viagens internacionais (obrigatória para animais destinados aos países da União Européia) e o controle de doenças hereditárias como a displasia coxofemoral.

BARRA DA TIJUCA

(21) 2491-2351

Saiba maissaiba mais da unidade BARRA DA TIJUCA